Sábado, 30 de Dezembro de 2006

Também não é para perceber...

Em que é que o dia a seguir ao dia 31 de Dezembro é diferente do dia a seguir ao dia 31 de Julho? Em que é que a noite de passagem do dia 31 de Dezembro para o dia 1 de Janeiro é diferente da noite de passagem do dia 14 de Fevereiro para o dia 15 de Fevereiro? Que mania a dos homens empacotarem o tempo em caixinhas e etiquetá-lo com nomes e festas...

Porque é que os ateus festejam o natal? O Natal é a festa do nascimento do Filho de Deus!!! Percebo agora porque inventaram o velhote do pai natal, não foi só para enganar as criancinhas, foi também para se aproveitarem da festa dos outros e se empanturrarem com prendas e doces de ovos, porque para a alma não encontram nada!

Porque se convencionam coisas? Quem convencionou que deveria haver convenções? Não haverá nada mais importante do que convencionar?

É um contra-senso não ter bom senso, mas  o homem continua, sem qualquer senso comum, a convencionar...

Esta noite foi enforcado Saddam Hussein, simplesmente enforcado! No dia em que o Islão festeja a disponibilidade de Abraão em sacrificar o seu filho por algo em que acreditava. Para mim é mais uma convenção dos ateus e do velhote do pai natal, ah pois é! Porque naquela corda não deveria estar só o Saddam, ai não, não! Deveria lá estar também a crueldade, a falta de senso, a hipocrisia, a cobardia... ai tanta gente!

Estou a ver o grupinho dos poderosos, convictos da sua verdade, bom senso e fé no gordo pai natal que inventaram num prazer mórbido auto manipulado, levarem Saddam pela mão ao pé de Jesus Cristo:

      -Cristo, está aqui este assassino que matou milhares e quis afrontar-nos na nossa verdade e poder, a nós que acreditamos no pai natal, que convencionamos com bom senso, organizamos o tempo e damos-lhe nomes e festas... Vamos enforcá-lo!

        -Ok. Aquele de vós que fez menos do que ele, que lhe faça o laço. Os outros que vão buscar mais 20 metros de corda...

 

O que fez falta ao Saddam foi fazer umas caminhadas com os caMinhEiros de MerdA! Lavávamos-lhe aquela cabeça no rio Douro, deixávamos-lhe as ideias de molho nas quedas do rio Ovelha... Havia de ficar em condições de tirar a ideia do pai natal gordo da cabeça do Bush e amigos!!

Nós, os de MerdA , cá continuamos nas nossas caminhadas, cantando e rindo e cultivando o espírito, acreditando nas prendas do Menino Jesus e confiando no nosso padroeiro S. Cricalho.

Deixo uma frase sagrada do Che Guevara : "os poderosos podem destruir muitas rosas, mas nunca destruirão a primavera"

 

eu?: claro... o que pensou!
som: olarilolela, olarilolela
escrito por xapim às 10:27
link do post | comentar | favorito
|

I dream a visitor from Burkinafaso!!!

Flag Counter

VIVA CHILE! VIVA CHILE MIERDA!!!

silos

Fotos National Geographic

globo

contadores de visitas

textos recentes

Crónica de MerdA 3 (o sol...

Crónica de MerdA 2 (prego...

Crónica de Merda 1 (elefa...

Repato de Natal, sim, rep...

Bitetos continua a ser li...

O penedo que abana...

O berço, capital europeia...

O Douro sente-se...

Recantos de Vila Boa do B...

Aventura alucinante num d...

o último barco em bitetos

Um dia na Venda da Giesta

Um biteto, dois Bitetos, ...

É devido...

ligações