Sábado, 17 de Setembro de 2011

Cinfães e Serpa Pinto

Como passar um domingo de manhã em Setembro, céu muito limpo e muito azul: ir para as margens do rio Bestança. Foi essa pelo menos a minha ideia e do camarada Kim (o Leitão foi para as maratonas lá para os lados da invicta), só que ao chegarmos à ponte de Pias lembrei-me eu duma exposição de fotografias, cujo tema era precisamente o vale do Bestança, no museu Serpa Pinto na vila de Cinfães. O Kim até tinha recebido um convite via correio electrónico.

E lá fomos por vias e atalhos, que o Kim conhece como ninguém, até à entrada da vila. Mais uma visita e mais uma vez positivamente impressionados com a sua pacatez, limpeza, bom aspecto, edifícios bem restaurados, jardins, fontanários, uma bela Igreja... Quem diria que Portugal está em crise... A sensação é boa quando se está em Cinfães, e apetece lá voltar com calma para usufruir uma manhã inteira de tudo o que nos pode oferecer, mesmo numa das várias pastelarias que se encontram no centro onde, além de consolar o gosto e o olfacto com os belos e cheirosos pastéis que expõem, podemos também consolar a vista pelo seu aspecto e disposição em edifícos bem restaurados. Muito agradável.

Fomos directos ao Museu que, claro, estava fechado! Mas nada derrota um cAmInHEirO de MerdA, logo ali ao lado havia um caminho velho e estreito e foi por onde seguimos, é precisamente dos que gostamos. Para o lado sul da vila é uma encosta de serra sempre a subir, ruas muito estreitas, casas muito pequenas e antigas mas arranjadinhas, portas de entrada e escadas estreitas encaixadas em pequenos espaços, piso em cimento ou granito com ou sem escadas também, cenário que nos faz sempre regressar a um passado que se crê feliz: mais pobre mas de muito mais comunhão, alegria e convívio. É uma sensação muito boa, sinto-me quase em partilha com esse tempo nestas alturas.

Os cães ladravam à nossa passagem, mais como cumprimento porque nos reconheciam a bondade do que como aviso para nos afastarmos. Há uma sintonia entre um cAmiNHeiRo de MerdA e os cachorros já provada por largos quilómetros e inúmeros encontros com eles nas mais diversas situações e locais; não esqueço aquele cão especial que nos acompanhou numa caminhada histórica na Pala atravesssando as duas pontes do caminho de ferro, correndo perigos connosco e despedindo-se depois no fim com um olhar triste e de repreensão por o termos deixado na sua vida de vagabundo. Fomos caminhando à sorte por uma estrada de alcatrão, controlando o tempo para o regressar em tempo útil para o almoço familiar de domingo, e controlando também uma figueira carregada de pequenas delícias, riqueza abandonada e chamativa para um caminheiro que passa. Num cruzamento, duas placas indicavam para uma estrada secundária duas povoações, Sanguinhedo e Contença, que nos aguçaram a curiosidade. Sem mapa nem GPS, resolvemos deixar para uma nova caminhada a descoberta dessas duas localidades, que pela sua localização nos vão dar de certeza surpresas agradáveis. Uma aventura para o futuro.

Já em casa, consultando a net verificamos que o museu abriria de tarde, que Serpa Pinto foi militar e geógrafo e que Sanguinhedo e Contença ainda ficavam um bocadinho longe do local até onde caminhamos. Rotos caminheiros mas cultos, voltamos de tarde a Cinfães para a visita ao museu. Em exposição, além de várias referências à vida de Serpa Pinto, belas fotos e registos da fauna e da flora do vale do Bestança, ressaltando à vista a engenharia cromática das borboletas. Parabéns Rafa Moreira. Também ressaltou à vista a falta de um livro de visitas.

Cinfães é Portugal, senhores ministros de Lisboa, ouviram?

   

escrito por xapim às 19:33
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Leonor a 21 de Setembro de 2011 às 13:52
Sanguinhedo e Contença ??? Posso ir também? Sol aventura e cultura.. Pode ser que o tio do meu pai, aquele que é igualzinho a ele, também queira ir :-)


De xapim a 1 de Outubro de 2011 às 02:26
Abertos a inscrições. Com contenção, podemnos ir pelo menos até Sanguinhedo... Eh?


Comentar post

I dream a visitor from Burkinafaso!!!

Flag Counter

VIVA CHILE! VIVA CHILE MIERDA!!!

silos

Fotos National Geographic

globo

contadores de visitas

textos recentes

Crónica de MerdA 3 (o sol...

Crónica de MerdA 2 (prego...

Crónica de Merda 1 (elefa...

Repato de Natal, sim, rep...

Bitetos continua a ser li...

O penedo que abana...

O berço, capital europeia...

O Douro sente-se...

Recantos de Vila Boa do B...

Aventura alucinante num d...

o último barco em bitetos

Um dia na Venda da Giesta

Um biteto, dois Bitetos, ...

É devido...

ligações