Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Alcateias

 

   Uma segunda-feira de Páscoa é o dia ideal para fazer uma caminhada ligeira. Como no domingo não podemos fazer a caminhada habitual, (foi o dia em que o GRANDE CAMINHEIRO andou a visitar as casas das pessoas), marcamos para hoje um breve passeio no nosso local sede que é Montedeiras. A seguir a um dia de alguns abusos cunlinários, nada como um "promenade" higiénico pelo ar puro e pelas verduras floridas duma primavera que tarda, no que toca a temperaturas, a impor-se. 

Decidida a direcção a seguir através de um estratagema infalível para evitar a discussão (uma rosa dos ventos desenhada no chão, com as pontas numeradas, e uma contagem até um número previamente escolhido...), lá caminhamos rumo a Paredes de Viadores. Mantivemos as conversas profundas do costume sobre a origem das coisas, quem fez o mecanismo das flores com o seu estratagema de sobrevivência e procriação (e o que existia antes delas), sobre a cristalização do mel "feito" pelo Kim, sobre a capacidade extraordinária das aranhas no fabrico das linhas com que fazem as teias, sobre a capacidade extraordinária das aranhas em transportarem tantas bobines de fio no seu pequeno abdómen, sobre a ignorância do homem em conseguir fabricar fio igual e tão resistente... enfim, conversas de merda! E como não havia borboletas e as flores já estáo todas fotografadas, o Kim e o Leitão procuravam desenfreadamente a teia mais bonita carregada de gotas de água para registarem na memória das suas kodak's digitais. O primeiro encostando o nariz mesmo ao assunto, o segundo puxando ao máximo o zoom da sua compacta bridge da Nikkon, desafio hercúleo dos dois na procura do melhor registo. Hoje era o dia das aranhas.

O Leitão, com alguma na manga, provocou este dálogo:

_ As teias hoje estão bonitas, com aquelas gotinhas que mais parecem diamantes...

_ É verdade - respondemos em coro.

_ Já repararam que há mesmo muitas teias espalhadas pelo mato?

_ É verdade - respondemos novamente em coro

_ Sabem como se chama este conjunto de teias?

_ Não - respondemos novamente em coro para não variar

_ ALCATEIAS!

 

Hoje veio connosco um estreante, um sobrinho do Kim, com 12 anos. Chamámos-lhe cAmiNhEirO de caganita. Assistiu a esta conversa, não sei se volta mais... E não será pela chuva miudinha que nos chateou.

 

   

eu?: Enredado
som: Bilu teteia
escrito por xapim às 17:30
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




I dream a visitor from Burkinafaso!!!

Flag Counter

VIVA CHILE! VIVA CHILE MIERDA!!!

silos

Fotos National Geographic

textos recentes

Shift, o poeta destroçado

Por acaso, Boelhe

O regresso

Rio é mesmo de Moinhos

Havemos de voltar

Crónica de MerdA 3 (o sol...

Crónica de MerdA 2 (prego...

Crónica de Merda 1 (elefa...

Repato de Natal, sim, rep...

Bitetos continua a ser li...

O penedo que abana...

O berço, capital europeia...

O Douro sente-se...

Recantos de Vila Boa do B...

ligações